Oito a cada dez empresas listadas na Bolsa só tem caixa para mais um mês

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2020 06h26 - Atualizado em 20/04/2020 08h12
Nelson Antoine/Estadão ConteúdoO fato é que o universo empresarial do país tem sofrido assim como toda a população os efeitos do isolamento por conta da pandemia do coronavírus

Cerca de 80% das empresas com alto nível de governança corporativa listadas na Bolsa de Valores têm caixa para manter suas operações por pouco menos de um mês sem entrada de receitas.

Essas companhias precisam pagar seus fornecedores antes de receber de seus clientes finais — e isto acaba provocando um descompasso.

Um levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas que captou informações de 144 empresas, revela que esta dificuldade está presente na grande maioria das corporações que tem reservas para suportar apenas cerca de 20 dias.

O consultor em valor e professor de finanças corporativas Oscar Malvessi indica que o excesso financeiro tende a desaparecer bem antes de um mês sem atividades numa expressiva fatia da cadeia produtiva.

“As empresas médias tem hoje 20 dias de de forro financeiro para suportar as atividades. As maiores tem 40 dias. O que acontece? O fato delas estarem paradas, na retomada, já estarão com dificuldades muito grandes. Toda cadeira produtiva está afetada.”

O fato é que o universo empresarial do país tem sofrido assim como toda a população os efeitos do isolamento por conta da pandemia do coronavírus.

*Com informações do repórter Daniel Lian