ONU aprova convenção contra violência e assédio no trabalho 

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2019 08h50
DivulgaçãoSegundo a ONU, devem ser abolidas práticas e ameaças que visem ou resultem em danos físicos, psicológicos, sexuais ou econômicos

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) adotou nesta sexta-feira (21) uma convenção contra a violência e o assédio no ambiente de trabalho. O texto dá proteção a todas as categorias de trabalhadores, inclusive funcionários em formação, voluntários e pessoas que procuram emprego.

Devem ser abolidas práticas e ameaças que visem ou resultem em danos físicos, psicológicos, sexuais ou econômicos. A convenção se aplica tanto no local de trabalho como em ambientes, eventos e viagens relacionadas. Também são compreendidas comunicações eletrônicas como e-mails ou mensagens pelo celular.

De acordo com o diretor da Organização Internacional do Trabalho, Guy Ryder, a Convenção deve ser ratificada por, pelo menos, dois países-membros da ONU para entrar em vigor.

Aqueles que levarem o processo adiante deverão adotar uma legislação específica contra a violência e o assédio no âmbito profissional.

O encontro da Organização Internacional do Trabalho contou com a presença de delegados, representantes de governos, funcionários e empregadores, dos 187 países que formam a entidade.

*Com informações da repórter Larissa Coelho