ONU pede que EUA, México e países da América Central garantam segurança de imigrantes em caravana

  • Por Jovem Pan
  • 24/10/2018 06h27
EFEO porta-voz do ACNUR, Adrian Edwards, acha essencial que as pessoas tenham a oportunidade de pedir asilo e tenham proteção internacional

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) se manifestou para que o governo americano, o governo mexicano e de outros países da América Central garantam a segurança dos imigrantes que seguem na caravana rumo à fronteira entre os EUA e o México.

Ciente da dimensão política e do impacto que ela causa, o porta-voz do ACNUR, Adrian Edwards, acha essencial que as pessoas tenham a oportunidade de pedir asilo e tenham proteção internacional antes de qualquer decisão sobre um retorno ou deportação.

Os pedidos de asilo podem levar até 45 dias para serem respondidos. São pouco mais de 7 mil pessoas que estão em solo mexicano, segundo dados da ONU, e mil deles pediram asilo no país.

A grande maioria está exausta já que há muito desgaste, pouca comida e pouca água.

Querendo impedir a entrada deles no Estados Unidos, Donald Trump disse vai cortar a ajuda financeira que oferece a Guatemala, Honduras e El Salvador. Além disso, o presidente americano acusa os imigrantes de quererem entrar ilegalmente no país. Trump quer retomar a pauta sobre imigração antes das eleições para o Congresso, marcadas para o dia 6 de novembro.

*Informações do repórter Victor Moraes