Onyx Lorenzoni defende estabelecimento de variações para juros e câmbio no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2018 06h33
Luis Macedo/ Câmara dos DeputadosPara Onyx Lorenzoni, juros e câmbio têm de ter variações que sejam compatíveis com o crescimento da economia e geração de emprego e renda

O deputado federal Onyx Lorenzoni, que será o futuro ministro da Casa Civil, disse nesta segunda-feira (29), no Rio de Janeiro, que o Banco Central no governo de Jair Bolsonaro vai trabalhar com a definição de variações para juros e câmbio, com o objetivo de dar mais previsibilidade a empresários em relação à oscilação da moeda norte-americana.

Lorenzoni negou que o futuro Governo de Jair Bolsonaro esteja pensando em meta para o câmbio, mas não deu muitos detalhes sobre a dinâmica entre juros e dólar. No passado, inclusive, o câmbio já teve paridade entre as duas moedas até se chegar ao atual modelo de câmbio flutuante.

Este modelo tem a simpatia do futuro ministro da Fazenda de Bolsonaro, Paulo Guedes.

Para Onyx Lorenzoni, juros e câmbio têm de ter variações que sejam compatíveis com o crescimento da economia e geração de emprego e renda no País. “Se nós temos uma situação de um país que precisa ter inflação sob controle, tem que ter variações para aceitar que a inflação esteja dentro de variação conceitualmente razoável para manter emprego e renda. Do outro lado, tem que ter juros dentro de determinada variação”, disse.

Nesta terça-feira (30), Onyx e Guedes estarão em reunião com Jair Bolsonaro para dar início à definição da equipe que trabalhará na transição com o Governo de Michel Temer.

*Informações do repórter Rodrigo Viga