Operação mira ‘tribunais do crime’ do PCC em oito Estados

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2019 06h46 - Atualizado em 28/11/2019 07h58
Alex Silva/Estadão Conteúdo Cerca de mil policiais civis e militares participaram da operação

Uma megaoperação policial, realizada nesta quarta-feira (26), atingiu 110 pessoas ligadas ao PCC (Primeiro Comando da Capital). Batizada de operação Flash Back, a ação envolveu os Ministérios Públicos de Alagoas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, São Paulo, Tocantins e Sergipe e teve apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O objetivo é combater o principal núcleo da facção, que tem como base o Mato Grosso do Sul, de onde saem as ordens para crimes feitos em todo o país. De acordo com as investigações, essas ordens partiam de um integrante identificado como “Maré Alta”, que seria o responsável por direcionar os crimes.

Entre os principais alvos estão envolvidos com o chamado “tribunal do crime”, mecanismo interno da organização criminosa que julga e executa de forma cruel membros e também pessoas externas ao grupo.

Dos 110 mandados, 66 foram cumpridos em Alagoas, berço da operação devido à alta de casos de execução. Muitos dos alvos já estavam presos. Também foram apreendidos cadernos de anotações, armas e drogas, além de celulares usados para a comunicação de presos com a facção fora do sistema penitenciário.

Foram envolvidos na operação Flash Back cerca de mil policiais civis e militares dos oito Estados. Por questão de segurança, não foi informado para onde os presos foram transferidos.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles