Oposição ajuizará ADPF no Supremo contra corte de recursos em universidades federais

Nesta quarta, o ministro da Educação voltou a fazer críticas a membros de Universidades Federais

  • Por Jovem Pan
  • 02/05/2019 06h31
Rosinei Coutinho/STFA princípio, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o corte afetaria apenas três instituições

O corte anunciado pelo Governo Federal de 30% das verbas das universidades federais vai ser alvo de ação no Supremo Tribunal Federal.

O PSB vai ajuizar uma ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceitos Fundamentais) pedindo a liberação dos recursos bloqueados. Outros partidos de oposição também devem assinar o documento.

O líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB), afirmou que a decisão do Governo fere a liberdade de pensamento e a autonomia universitária: “a medida anunciada pelo ministro de reduzir recursos das universidades brasileiras tem o claro objetivo de sufocar a liberdade de pensamento crítico através do fui da autonomia universitária pelas finanças”.

A princípio, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o corte afetaria apenas três instituições: a Universidade de Brasília, a Federal da Bahia e Universidade Federal Fluminense. O chefe da pasta dizia que a medida era uma resposta a atividades que ele chamou de “balbúrdia”, “bagunça e evento ridículo”. Porém, foi anunciado posteriormente que a retirada de recursos valeria para todas as federais.

No mesmo dia, a deputada Tabata Amaral (PDT) assinou um requerimento de informação para que o ministro esclarecesse que critérios motivaram os cortes.

Para o deputado Orlando Silva (PCdoB), a decisão do ministério compromete a estrutura das universidades: “decisão improvisada”.

Nesta quarta-feira (1º), pelas redes sociais, o ministro da Educação voltou a fazer críticas a membros de Universidades Federais. Ele disse que “perguntar sobre tolerância ou pluralidade aos reitores (ditos) de esquerda faz tanto sentido quanto pedir sugestões sobre doces a diabéticos”.

*Informações do repórter Levy Guimarães