Orçamento do Estado para o ano que vem, previsto em R$ 229 bilhões, tramita na Alesp

  • Por Jovem Pan
  • 19/11/2018 06h03 - Atualizado em 19/11/2018 07h21
Divulgação/AlespA proposta, no entanto, ainda está em discussão na Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Casa

O orçamento total para as despesas do Estado de São Paulo em 2019 está previsto em R$ 229 bilhões. Esse é o valor indicado no Projeto de Lei enviado pelo governador Márcio França à Assembleia Legislativa e que estabelece as despesas e as receitas que serão realizadas no próximo ano.

A proposta, no entanto, ainda está em discussão na Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Casa. Durante a tramitação, os deputados estaduais podem propor emendas para remanejamento de recursos dentro do orçamento proposto.

O líder da bancada do PSDB na Assembleia e integrante da Comissão de Finanças, deputado Marco Vinholi, apontou as mudanças que o partido acredita serem necessárias para adequar o orçamento ao plano de gestão do governador eleito, João Doria.

Para o tucano Marcos Vinholi, os investimentos em educação, estimados em cerca de R$ 32 bilhões, devem ser prioridade.

A área tem o maior montante previsto para gastos no ano que vem, seguida por saúde, com R$ 23 bilhões, e segurança, com cerca de R$ 22 bilhões.

Já o líder da bancada do PSOL na Assembleia, deputado Carlos Giannazi, afirmou que esses valores estão muito abaixo do necessário para atender as demandas nessas áreas. O deputado criticou o orçamento apresentado e defendeu que parte do que for destinado a isenções fiscais para empresas, pode ser revertido para aumentar os investimentos em educação, saúde e segurança.

A Lei Orçamentária Anual deve ser aprovada pela Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da assembleia legislativa paulista entre os dias 03 e 04 de dezembro. O orçamento para 2019 precisa ser votado em plenário pelos demais deputados até 15 de dezembro.

*Informações da repórter Victoria Abel