Paciente em clínica de reabilitação em Itu é morto a pancadas; agressor é preso

  • Por Jovem Pan
  • 19/04/2018 07h37
DivulgaçãoA Polícia Civil afirma que o paciente teria sido espancado porque foi acusado de assediar sexualmente uma das proprietárias da clínica

Um paciente de 44 anos foi espancado até a morte em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos em Itu, no interior de São Paulo.

O corpo de Márcio Ferreira dos Santos foi encontrado na terça-feira (17), na cama de um dos dormitórios do Instituto Parque do Gideão. Laudo do Instituto Médico Legal aponta que a vítima teve politraumatismo craniano e hemorragia interna no tórax.

A Polícia Civil afirma que o paciente teria sido espancado porque foi acusado de assediar sexualmente uma das proprietárias da clínica.

A mulher teria pedido para um dos internos, que exerce um papel de “chefe” no local para aplicar um corretivo no homem.

Márcio Ferreira dos Santos foi espancado com um pedaço de madeira, segundo o relato de outros pacientes à polícia.

O suspeito foi detido e teve a prisão temporária decretada.

Os donos do Instituto Parque do Gideão não foram localizados pela polícia e podem ser considerados foragidos.

A Prefeitura de Itu informou que a clínica já havia sido interditada duas vezes pela Vigilância Sanitária, a última em janeiro deste ano, e que os donos já foram denunciados por maus-tratos.

Em novembro, técnicos lacraram o estabelecimento após constatar que ele funcionava de forma irregular e com condições inadequadas de higiene.

*Informações da repórter Ana Flávia Oliveira