Padilha diz que Governo terá votos em fevereiro para aprovar reforma da Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 19/12/2017 06h37
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil"O que nós esperamos é que teremos mais votos, porque a sociedade vai tomando consciência da imperiosidade da reforma da Previdência", disse Padilha

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira (18) que o Governo terá mais votos para aprovar a Reforma da Previdência em fevereiro.

Após o arquivamento da segunda denúncia contra Michel Temer, o Palácio do Planalto dedicou todos os esforços votar a proposta de mudança nas aposentadorias ainda neste ano.

Sem conseguir os 308 votos necessários para aprovar a reforma, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, decidiu adiar a apreciação do texto para o dia 19 de fevereiro.

Mas Padilha está seguro que a PEC será aprovada pela Câmara: “o que nós esperamos é que teremos mais votos, porque a sociedade vai tomando consciência da imperiosidade da reforma da Previdência. E na medida em que os parlamentares voltem às suas bases, seguramente teremos mais votos em fevereiro do que temos agora”.

O líder do Governo no Senado, Romero Jucá, afirmou que o Governo vai continuar mobilizado e conversando com os deputados, até mesmo durante o recesso parlamentar, para buscar os votos que precisa para aprovar a reforma da previdência. “Governo está mobilizado, conversando com parlamentares”, disse.

Mesmo que o Governo convença os deputados dos partidos da base que estão indecisos, alcançaria hoje 288 votos a favor da reforma. São 20 a menos que o mínimo necessário para aprovar a proposta.

*Informações do repórter Arthur Scotti