Paes não descarta vetar jogos da Copa América se pandemia piorar no Rio

Cidade vai receber oito jogos da competição, inclusive a final programada para o Maracanã no dia 10 de julho

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2021 11h34
ANDRE MELO ANDRADE/IMMAGINI/ESTADÃO CONTEÚDO - 22/01/2021Essa vai ser a segunda vez consecutiva que a Copa América é realizada no Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, classificou como inoportuna a realização da Copa América no Brasil e no Rio de Janeiro. Ele colocou em dúvida a disputa da competição na cidade caso haja um aumento da disseminação da pandemia da Covid-19. Segundo ele, ate essa sexta-feira, 11, a organização do evento não tinha procurado a Prefeitura ou as autoridades de Saúde do município. A cidade vai receber oito jogos da Copa América, inclusive a final programada para o Maracanã no dia 10 de julho. O prefeito afirmou que os organizadores devem estar se baseando no decreto de isolamento social que está em vigor até o próximo dia 14 — que permite a realização de jogos sem presença de torcida.

No entanto, Paes alertou que, se a pandemia fugir do controle na cidade, editará um novo decreto que pode afetar o futuro da competição. “O decreto em vigor na cidade tem a pratica de jogos de futebol, temos agora dois Fla x Flu, sem torcida. O que está em vigor hoje, até o dia 14 de junho, é isso. Mas se até lá a situação por acaso se agravar e o decreto mudar, vai mudar e acabou. Se você quer minha opinião, eu acho que é inoportuno um campeonato do tamanho desse. Agora, também não vou fazer uma coisa só contra a Copa América. Está tendo jogo do Brasileirão, Libertadores.” Essa vai ser a segunda vez consecutiva que a Copa América é realizada no Brasil. O pais já perdeu mais de 470 mil vidas nesta pandemia e o estado do Rio de Janeiro, mais de 51 mil pessoas.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga