Grupo de brasileiros tenta voltar da Índia em meio ao bloqueio total do país

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2020 07h00
Jagadeesh Ivy/EFEO Itamaraty disse que não está previsto novo fretamento, embora a situação seja constantemente reavaliada

O segundo país mais populoso do mundo, a Índia, contabiliza ao menos 60 mil casos confirmados e 2 mil mortos pela Covid-19. Em meio a um bloqueio total rigoroso, dezenas de brasileiros aguardam a repatriação por meio do Itamaraty.

Entre eles, está o Gabriel Catarino, de 26 anos, que viajou à Índia para realizar um curso de 10 dias e há dois meses não consegue voltar para casa.

Em abril, foram obtidas autorizações para que mais de 300 pessoas se deslocassem até o aeroporto para embarcar no voo de volta ao Brasil. Entretanto, o plano de resgate não contemplou a todos, muitos brasileiros ainda estão no país em situações críticas, com alimentação escassa e dificuldades sanitárias.

A mãe de Gabriel, Andrea Andrade, relata que a documentação migratória junto ao governo indiano tem sido um grande obstáculo.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, encaminhou ofício ao Ministério das Relações Exteriores pedindo que o governo brasileiro atue para repatriar o grupo com urgência.

O Itamaraty respondeu ao chefe do Executivo que, por meio do Grupo Consular de Crise e do trabalho da Embaixada do Brasil em Delhi, está dedicado quase que integralmente a viabilizar o retorno.

À reportagem da Jovem Pan, o Itamaraty disse que não está previsto novo fretamento, embora a situação seja constantemente reavaliada frente à evolução dos acontecimentos. A família de Gabriel e tantos outros brasileiros retidos na Índia, aguardam com urgência o momento de voltar para casa.

O Ministério das Relações Exteriores já auxiliou no retorno de cerca de 15.500 brasileiros que estavam no exterior.

*Com informações da repórter Lívia Fernanda