Papa abrirá arquivos secretos do Vaticano sobre Segunda Guerra Mundial

  • Por Marcella Lourezentto
  • 05/03/2019 07h55
Agência EFEO Papa Francisco afirmou nesta segunda-feira (4) que a Igreja 'não tem medo da história'

O Papa Francisco anunciou nesta segunda-feira (4) que vai abrir, em 2020, os arquivos secretos do Vaticano sobre a Segunda Guerra Mundial. O objetivo é esclarecer uma crítica antiga contra a Igreja.

A partir do dia 2 de março do ano que vem serão analisados os documentos que têm relação com o período da Segunda Guerra Mundial, quando o líder católico era o Papa Pio 12. Historiadores acusam o pontífice da época de se calar diante do Holocausto, período em que mais de 6 milhões de judeus morreram por causa do nazismo. A comunidade judaica reivindica a abertura desses documentos há pelo menos três décadas.

Por meio de nota, o American Jewish Committee, um dos principais grupos judaicos do mundo, comemorou a decisão do Papa Francisco. O Vaticano sempre defendeu que Pio 12 utilizava a diplomacia para salvar judeus, principalmente diante da grande comunidade católica que vivia em regiões ocupadas por nazistas.

O anúncio do Papa Francisco foi feito aos funcionários do Arquivo Secreto do Vaticano nesta segunda-feira. Ele afirmou que a Igreja “não tem medo da história”. Também declarou que o legado de Pio 12 é tratado com “certo preconceito e exagero”.