Para evitar críticas, Temer viajará ao Paraguai na próxima semana junto a Maia e Eunício

  • Por Jovem Pan
  • 09/08/2018 06h54 - Atualizado em 09/08/2018 08h55
Roque Sá/Agência SenadoRoque Sá/Agência Senado

O presidente Michel Temer confirmou que participará da posse do novo presidente do Paraguai, Mário Abdo Benitz, na quarta-feira da semana que vem.

Para não desagradar os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira, a saída encontrada será levar os dois também para a posse no Paraguai.

Chamou atenção, no entanto a informação de que irão todos no mesmo avião. A regra diz que presidente da República e vice, por exemplo, mesmo quando viajam para o mesmo lugar, só podem voar e se deslocar em carros diferentes como medida de segurança.

Neste caso, temos o presidente e os dois seguintes na escala sucessória.

O presidente da Câmara esteve nesta quarta com o presidente Michel Temer. Ainda tentou evitar a viagem, mas não teve jeito. Na semana passada, Michel Temer já havia cancelado viagem à Colômbia a pedido dos presidentes da Câmara e Senado. Ele participaria da posse do novo presidente Iván Duque.

O problema é que toda vez que o presidente da República se ausentar do país, Maia e Eunício também terão que viajar, uma vez que eles não podem assumir a Presidência da República, para não se tornarem inelegíveis.

Eles argumentaram na oportunidade que o Congresso vai fazer um esforço concentrado agora antes das eleições e como são candidatos não podem se afastar no momento da campanha.

Para evitar ainda mais chiadeira, todos embarcam de manhã e retornam à Brasília no fim do dia. Mais uma vez assume interinamente a Presidência da República a presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Cármen Lúcia.

*Informações da repórter Luciana Verdolin