Para falar dos vazamentos, Glenn Greenwald é convidado a comparecer na CCJ do Senado

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2019 06h39 - Atualizado em 04/07/2019 10h32
Vinicius Loures/Câmara dos DeputadosComo se trata de um convite, Glenn Greenwlad pode escolher não comparecer na CCJ sem que haja qualquer prejuízo; data será agendada

O jornalista Glenn Greenwald, diretor do site The Intercept, deve falar à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nos próximos dias. O requerimento em que ele é convidado para participar de uma audiência pública foi aprovado nesta quarta-feira (3) pelo colegiado. A data para o depoimento será agendada.

Como trata-se de um convite, e não uma convocação, o jornalista pode não comparecer sem que haja qualquer prejuízo. Os senadores querem que Glenn Greenwald preste esclarecimentos sobre as supostas mensagens atribuídas ao ministro Sergio Moro e procuradores da Lava Jato, publicadas pelo The Intercept.

O convite foi protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues, líder da minoria no Senado. Ele argumenta que a divulgação das informações tiveram repercussões nacional e internacional, portanto precisam de esclarecimentos.

“O CCJ já ouviu o ministro Sergio Moro, então é importante saber o outro lado que tem as informações e o que ainda pode ter de informações, o jornalista Glenn Greenwald. Foi em decorrência disso que nós aprovamos este requerimento.”

No requerimento, o senador afirma que as reportagens mostram orientações de procedimentos investigativos aos procuradores sobre a operação Lava Jato. Na avaliação dele, isso infringe dispositivos da Constituição Federal e do código de processo penal.

*Com informações do repórter Antonio Maldonado