Para valer em 2018, parlamentares têm até sexta (06) para aprovar e sancionar reforma política

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2017 06h24 - Atualizado em 03/10/2017 10h23
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilO desafio é concluir a votação dos poucos artigos até a sexta-feira (06), quando a lei terá de ser sancionada para valer nas eleições do ano que vem

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, admitiu que a reforma política foi muito menor do que se imaginava. Agora, o desafio é concluir a votação dos poucos artigos até a sexta-feira (06), quando a lei terá de ser sancionada para valer nas eleições do ano que vem.

Já está aprovado na Câmara e depende do Senado, o projeto que acaba com as coligações partidárias – isso em 2020. A cláusula de desempenho para os partidos ganharem acesso ao fundo partidário e horário político, já começa a partir do ano que vem, mas será concluída mesmo em 2030.

O grande desafio, agora, é o financiamento de campanha. O projeto aprovado no Senado de fundo público será engavetado na Câmara, e a proposta dos deputados é criar o fundo público com teto de gastos em campanhas, limite do alto financiamento eleitoral. E ainda a definição do dinheiro de campanha.

Nesta corrida contra o tempo, deputados e senadores tentam um acordo de última hora.

*Informações do repórter José Maria Trindade