Paralisação parcial do governo dos EUA completa 25 dias nesta terça-feira

  • Por Jovem Pan
  • 15/01/2019 06h44
EFETrump rejeitou a proposta do senador republicano Lindsey Grahan, de reabrir o governo por três semanas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, rejeitou a proposta do senador republicano Lindsey Grahan, de reabrir o governo por três semanas. A medida serviria para permitir a retomada das negociações sobre o impasse do financiamento do muro na fronteira com o México.

O senador fez o apelo ao presidente para que colocasse fim à paralisação parcial do governo, que completa 25 dias nesta terça-feira (15). Para Lindsey Grahan, se as negociações fracassassem, Trump deveria declarar emergência nacional e conseguir o dinheiro para a construção do muro.

O “shutdown”, como é conhecido, começou no dia 22 de dezembro devido ao impasse na liberação de recursos.

O presidente norte-americano se recusa a aprovar parte do orçamento federal porque este não inclui recursos de quase 6 bilhões de dólares para a construção do muro na fronteira com o México, uma de suas principais promessas de campanha.

Os democratas, que atualmente controlam a Câmara dos Representantes, discordam da proposta e se recusam a prosseguir com as negociações até que o governo seja reaberto. Com o impasse, um quarto do governo federal está sem funcionar e 800 mil servidores públicos estão com os salários atrasados.

E ainda nesta segunda-feira (14), Donald Trump assegurou que “nunca trabalhou para a Rússia”. A declaração foi dada após o jornal “The New York Times” revelar que o FBI abriu uma investigação para determinar se o presidente norte-americano agiu em favor da Rússia, ao demitir o diretor da agência em 2017.

A reportagem afirma que as autoridades investigam se a demissão foi uma ameaça à segurança nacional.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro