Partidos de esquerda usam morte de Marielle Franco para criticar intervenção no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 16/03/2018 09h50
Reprodução/FacebookDeputados de esquerda aproveitaram as homenagens a Marielle Franco para criticar a intervenção federal e atacar adversários políticos

Em sessão solene na Câmara, nesta quinta-feira, deputados de esquerda aproveitaram as homenagens a Marielle Franco para criticar a intervenção federal e atacar adversários políticos.

A petista Erica Kokay citou uma das últimas falas da vereadora na Câmara Municipal do Rio.

Outra deputada do PT, Maria do Rosário, comparou a vereadora a figuras históricas.

Colega de partido de Marielle, o deputado Jean Wyllys, do PSOL do Rio, apresentou a Rodrigo Maia um pedido para formar uma comissão externa, que vai acompanhar as investigações.

Já a deputada Jô Moraes, do PCdoB de Minas Gerais, aproveitou para falar sobre o Estatuto do Desarmamento.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, se manifestou por meio de nota.

A senadora disse que o brutal assassinato é um crime que atinge diretamente a cidadania e a democracia” e que o PT exige imediata e rigorosa apuração.

*Informações do repórter Vitor Brown