Partidos oferecem até R$ 2,5 milhões para atrair deputados na janela partidária

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2018 06h36
joelfotos/PixabayAs eleições deste ano vão contar com um financiamento público de R$ 1,7 bilhão e o máximo permitido para gastar nas campanhas a deputado federal é de R$ 2,5 milhões

No balcão de negócios que é a janela partidária no Congresso, os partidos já colocam as cartas na mesa para tentar atrair o máximo número possível de deputados. É o período em que os parlamentares, tanto em nível federal como estadual, podem trocar de partido sem serem punidos por infidelidade.

O troca-troca vai até o dia 07 de abril. Como os deputados buscam as legendas que deem as melhores condições para tentar a reeleição, as siglas mostram o principal trunfo delas nas negociações: dinheiro para campanha.

As eleições deste ano vão contar com um financiamento público de R$ 1,7 bilhão e o máximo permitido para gastar nas campanhas a deputado federal é de R$ 2,5 milhões. E é justamente esse o valor que PR, PP e DEM prometem oferecer para cada membro da bancada que disputar um novo mandato.

Não à toa, são os partidos que projetam os maiores aumentos de bancada nas próximas semanas.

Já o PSD e o PTB devem oferecer cerca de R$ 2 milhões para cada deputado gastar na campanha. PT e MDB prometem disponibilizar R$ 1,5 milhão e o PSDB, em torno de R$ 1,3 milhão.

A distribuição do fundo eleitoral entre os partidos leva em conta o tamanho das bancadas: 48% do dinheiro vai ser repartido de acordo com o número de deputados de cada sigla após a janela.

*Informações do repórter Levy Guimarães