Pedido de autorização para processar Temer e ministros não deve ser fatiado na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 25/09/2017 06h27 - Atualizado em 25/09/2017 11h29
Brasília - O Presidente Michel Temer reunião do Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), no Palácio do Planalto (Antonio Cruz/AGência Brasil)No entendimento dos consultores jurídicos da Câmara, o processo é um só e não será fatiado

Os aliados do presidente Michel Temer fecharam com a possibilidade de votação em bloco dos pedidos de autorização para processos contra o peemedebista e os ministros.

O pedido é um só. São figuras carimbadas que estão com Temer: Eliseu Padilha e Moreira Franco. Para se processar os ministros também é preciso autorização da Câmara por 342 votos.

No entendimento dos consultores jurídicos da Câmara, o processo é um só e não será fatiado, apesar da avaliação de que na área penal é preciso individualizar.

O assunto será debatido na Comissão de Constituição e Justiça e o secretário da comissão, Marcos Rogério (DEM-RO), disse que o pedido será mantido porque foi pedido de forma única para processar o presidente e demais autoridades. Agora, se houver desmembramento, a tendência da Câmara é autorizar o processo contra os ministros.

*Informações do repórter José Maria Trindade