Pedido de liberdade de Lula será apreciado pela Segunda Turma do STF nesta terça (04)

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2018 06h46 - Atualizado em 04/12/2018 08h30
Ricardo StuckertO advogado Criminalista e Professor da FGV, Celso Vilardi, lembrou que o Plenário do Supremo já negou um pedido de liberdade de Lula e que a decisão deve ser mantida

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal vai analisar nesta terça-feira (04) um novo pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa alega que o ex-juiz federal Sergio Moro foi parcial ao conduzir o julgamento do petista no caso do tríplex do Guarujá.

Eles argumentam que Moro demonstrou “motivação política” ao aceitar o convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública no Governo de Jair Bolsonaro.

Os ministros que compõem a Segunda Turma e julgarão o caso são: Edson Fachin, relator do caso, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes.

O advogado Criminalista e Professor da FGV, Celso Vilardi, lembrou que o Plenário do Supremo já negou um pedido de liberdade de Lula e que a decisão deve ser mantida.

A Procuradoria-Geral da República apresentou parecer contra a liberdade do ex-presidente e disse que a defesa de Lula faz “ilações frágeis” contra Moro.

Nesta ação, a defesa pede que sejam anulados todos os atos do ex-juiz no caso do triplex do Guarujá e nas outras ações penais que envolvem o ex-presidente, o que resultaria na liberdade de Lula.

O petista está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril. Ele foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão no caso do “tríplex do Guarujá”, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

*Informações do repórter Afonso Marangoni