Pedido de liberdade de Lula será julgado pelo STF nesta terça (04)

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 06h33 - Atualizado em 03/12/2018 08h20
Agência BrasilDesta vez, o argumento é que o ex-juiz Sergio Moro teria sido parcial, ao condenar o ex-presidente e, depois, aceitar o convite de Jair Bolsonaro para assumir o Ministério

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal vai julgar nesta terça-feira (04) o novo pedido de liberdade apresentado pela defesa de Lula. Desta vez, o argumento é que o ex-juiz Sergio Moro teria sido parcial, ao condenar o ex-presidente e, depois, aceitar o convite de Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O relator do caso no STF é o ministro Luiz Edson Fachin, responsável pelos casos da Lava Jato. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, já se manifestou contra o pedido, dizendo que os advogados fazem ilações frágeis contra Moro para conseguir a liberdade do ex-presidente.

Ela afirmou que o argumento “resulta de teses conspiratórias, bastante utilizadas pela defesa, que não encontram respaldo na realidade dos autos”.

O pedido será julgado pelos cinco ministros que compõem a Segunda Turma: Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia.

*Informações do repórter Vitor Brown