Pedidos para que May renuncie se intensificam diante de indefinições sobre o Brexit

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 25/03/2019 09h48
EFENesta segunda-feira (25), o jornal mais vendido da Inglaterra, o tabloide The Sun, traz em sua capa o pedido para que May renuncie

Os pedidos para que Theresa May renuncie ao cargo de primeira-ministra britânica se intensificaram nas últimas horas. O único consenso por aqui ultimamente é que a Grã Bretanha está sendo humilhada pelo processo de separação caótico da União Europeia.

E ainda que tenha sido escalada para uma missão quase impossível, a conta está caindo no colo da primeira-ministra. May convocou os defensores mais linha dura do Brexit para uma reunião neste domingo (24) à tarde que de novo não deu em nada.

Nesta segunda-feira (25), o jornal mais vendido da Inglaterra, o tabloide The Sun, traz em sua capa o pedido para que May renuncie. E a verdade é que ninguém mais por aqui parece confiar nas habilidades de May para conduzir o processo de divórcio.

A possibilidade de terceira votação do acordo firmado entre May e a Europa no parlamento já parece remota. A cada hora parece mais provável a possibilidade de divórcio sem acordo acabar acontecendo mesmo.

E aí as consequências são imprevisíveis. Os jornais locais falam em caos nos aeroportos, desabastecimento nos supermercados, fuga expressiva de bancos e grandes instituições.

Pode ser que esse armageddon na verdade seja apenas um bug do milênio, quando se previa a chance de colapsos nos computadores na virada de 99 para 2000 e nada aconteceu. Mas pode ser que as previsões mais negativas também estejam certas. Logo, não dá pra brincar com o futuro de um país dessa forma.

No sábado, cerca de um milhão de pessoas foram às ruas de Londres pedir a realização de um segundo referendo. Apesar da mobilização popular a hipótese ainda parece pouco provável.

A não ser que a pressão para que Theresa May caia surta efeito e uma nova reviravolta aconteça nos próximos dias. O que à essa altura do campeonato não seria nada surpreendente.