Pela primeira vez, mulher vai ocupar cargo mais alto da União Europeia

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2019 07h39
Jim Mattis/Commons WikipediaUrsula von der Leyen atual ministra de Defesa da Alemanha, foi eleita como chefe do Poder Executivo

Após três dias de reuniões em Bruxelas, os líderes da União Europeia (UE) definiram os novos ocupantes dos principais cargos do bloco. Pela primeira vez, uma mulher irá assumir a presidência da Comissão Europeia. Ursula von der Leyen, atual ministra de Defesa da Alemanha, foi eleita para ocupar o cargo que equivale ao Poder Executivo da União Europeia.

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde ficará à frente do Banco Central europeu. Ela divulgou um comunicado dizendo que, por causa da nomeação, deixará temporariamente o FMI. Para a chefia do Conselho Europeu foi designado o premiê belga Charles Michel. E o chanceler espanhol, Josep Borrell, será chefe da diplomacia da União Europeia.

As nomeações ainda dependem da confirmação do Parlamento Europeu, que inaugurou nesta terça-feira (2) a nova legislatura, com os deputados eleitos no fim de maio.

A sessão de abertura foi marcada por protestos. Um grupo de britânicos favorável a saída da União Europeia virou de costas durante a execução do hino do bloco. Outro grupo que se manifestou do lado de fora do Parlamento foi dos simpatizantes da independência da Catalunha. Cerca de 10 mil catalães fizeram um protesto em apoio a três separatistas impedidos de tomar posse pelas autoridades espanholas.

Nesta quarta-feira (3), os líderes do 28 países que compõem o Parlamento Europeu irão eleger um novo presidente do bloco.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro