Pelo menos 14 mil alunos ficam sem aulas no RJ por conta da violência

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2017 06h51 - Atualizado em 12/09/2017 11h30
Ciete Silvério / Governo do Estado de SPNeste ano, somente em nove dias todas as escolas públicas dentro ou próximas de favelas funcionaram integralmente

Triste história que se repete ao longo deste ano. Nesta segunda-feira (11), cerca de 14 mil crianças ficaram sem aulas em comunidades do Rio de Janeiro por conta de operações, confrontos e tiroteios. Cerca de 40 unidades de ensino não puderam funcionar no Conjunto de Favelas da Maré, na Comunidade do Rola, e também nas favelas do Caju.

Neste ano, somente em nove dias todas as escolas públicas dentro ou próximas de favelas funcionaram integralmente sem que houvesse algum tipo de interrompimento por conta da violência.

O prejuízo é enorme para alunos, professores e funcionários. Recentemente, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, chegou a cogitar argamassa para fortalecer paredes e muros de escolas municipais. Mas, por enquanto, o projeto não andou.

*Informações do repórter Rodrigo Viga