Pesquisadores do RS vão investigar número real de infectados por coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2020 06h04 - Atualizado em 13/04/2020 08h55
Claudio Furlan/Estadão ConteúdoA pesquisa será feita novamente de duas em duas semanas para saber a velocidade da expansão do coronavírus

Rio grande do sul inicia coleta de dados e de testes para estudo que estimará a realidade do número de infectados pelo novo coronavírus. A iniciativa partiu de um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas e conta com o apoio do governo do estado.

Neste final de semana, a primeira fase da pesquisa entrevistou e testou 4,5 mil pessoas de nove cidades da região.

Com isso, será possível ter uma estimativa de qual o percentual da população gaúcha que está infectada. A margem de erro é de um ponto percentual e meio para mais ou para menos.

Os lugares e as pessoas são selecionadas a partir de um sorteio. Os resultados dos testes saem em apenas 15 minutos e estarão disponíveis 48 horas depois de aplicados.

O epidemiologista Pedro Hallal, reitor da universidade federal de pelotas, é quem está a frente do projeto. Segundo ele, a prioridade é ter dados populacionais sobre o coronavírus no Brasil.

A pesquisa será feita novamente de duas em duas semanas para saber a velocidade da expansão do coronavírus. O ministério da saúde já encomendou o protocolo do estudo para o país inteiro. Em cada fase, serão testadas mais de 33 mil pessoas

Neste final de semana, o secretário de vigilância da pasta, Wanderson de Oliveira, também disse que o Brasil está ampliando a capacidade de testagem.

O ministério da saúde reforçou que não é verdade que o país esteja testando pouco e que o Brasil está fazendo o máximo possível diante da disponibilidade de insumos deste momento.

*Com informações do repórter Vinícius Moura