Petrobras busca novas ideias em startups para inovar e reduzir custos

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2019 08h40 - Atualizado em 24/07/2019 11h29
Fernando Frazão/ Agência BrasilA companhia lançou o programa Petrobras Conexões para Inovação, que deve selecionar dez projetos que vão receber recursos de até um milhão e meio de reais. A empresa está divulgando o edital de chamamento em todo o Brasil

A gigante Petrobras quer saber o que pequenas empresas e as startups podem oferecer de diferente nas áreas de petróleo, gás e energia da empresa. A estatal busca uma palavra que está bem na moda: soluções disruptivas; ou seja, que saiam do tradicional, de fora da caixinha.

A companhia lançou o programa Petrobras Conexões para Inovação, que deve selecionar dez projetos que vão receber recursos de até um milhão e meio de reais. A empresa está divulgando o edital de chamamento em todo o Brasil; nesta terça-feira, foi a vez de São Paulo.

O evento atraiu gente como o empreendedor Ricardo Voltan. Ele espera convencer a Petrobras de que é possível transportar documentos e equipamentos de um jeito muito mais barato que os helicópteros utilizados atualmente.

“A hora que você faz isso com drones, você reduz décimos de valores do que a companhia emprega hoje e, claro, no final do ano é um economia gigantesca na rentabilidade da companhia.”

O consultor do Centro de Pesquisas da Petrobras explica que chamamentos como esses são necessários porque as startups atendem à uma demanda específica.

Ricardo Ramos afirma que a ideia é quebrar um receio que as empresas menores possuam em relação à estatal. “Muitas delas enxerga na Petrobras uma barreira de entrada muito grande. Elas não vão substituir o trabalho que fazemos com grandes empresas, elas chegam para complementar.”

Só que uma grande ideia nem sempre está acompanhada do conhecimento necessário para que ela seja bem vendida. O Sebrae é parceiro da Petrobras nessa iniciativa e pode auxiliar os empreendedores.

Nesse ambiente, um momento decisivo é o chamado pitch – termo em inglês que denomina uma apresentação de três a cinco minutos do projeto.

O gestor do programa Startup SP do Sebrae, Fábio Zoppi Barrionuevo, explica que há uma estrutura para garantir que uma ideia tenha condições de ser colocada em prática. “A gente vai se inteirar do negócio e fazer o que chamamos de mentoria. Fazemos mentorias para ajudar as Startups a olhar melhor o mercado.”

As inscrições no programa podem ser feitas de primeiro de agosto a cinco de setembro pelo site www.sebrae.com.br/editalpetrobrassebrae/2019

As empresas selecionadas terão em média dois anos para desenvolver os projetos.

*Com informações do repórter Tiago Muniz