Petrobras volta a reduzir preço da gasolina e do diesel

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2020 08h19
Roberto Parizotti/Fotos PúblicasPresidente e Governadores divergem quanto aos impostos do combustível no país

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira a nova queda do preço da gasolina e do diesel nas refinarias de 4,3 e 4,4%, que passa a valer nesta quinta-feira.

O presidente da república Jair Bolsonaro usou recentemente suas redes sociais para cobrar dos governos estaduais uma redução na alíquota de ICMS de forma a permitir que a queda do preço nas refinarias de diesel e gasolina chegue efetivamente aos consumidores.

Em resposta ao presidente, governadores de mais de 20 estados enviaram uma carta ao presidente Jair Bolsonaro dizendo que a redução de preço de combustíveis devia ser um debate feito nos fóruns adequados, institucionais, que existem para isso, e com estudos técnicos apropriados.

O desgaste com os governos estaduais podem virar dor de cabeça, obstáculo político para que o Executivo consiga aprovar esse ano as tão desejadas reforma administrativa, tributária e outras, que tramitam no Congresso.

Enquanto o Governo Federal quer um ICMS fixo por litro de gasolina para tentar garantir a queda de preços de diesel e gasolina, os governadores estaduais defendem uma redução nos impostos federais, como CID, PIS, COFINS, todos embutidos no preço final da gasolina.

Para colocar mais pimenta nessa discussão, dados divulgados pelo Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) revelaram que em 2019, a gasolina nas refinarias subiu 26,4%, mas nas bombas, só subiu 7,28%. Já o diesel, nas refinarias, subiu 17,1%, e nos postos, 10,2%.

* Com informações do repórter Rodrigo Viga.