PF analisa câmeras de segurança e busca digitais em salas invadidas do Ministério do Trabalho

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2018 06h28 - Atualizado em 17/07/2018 07h20
Reprodução/Arquivo PessoalOs investigadores querem saber se sumiu algum documento, se alguma coisa foi retirada do Ministério ou se o caso foi apenas de vandalismo

A Polícia Federal vai investigar a invasão em duas salas do Ministério do Trabalho. Os servidores chegaram nesta segunda-feira (16) para trabalhar e encontraram as salas reviradas. Com documentos e equipamentos espalhados.

Os investigadores querem saber se sumiu algum documento, se alguma coisa foi retirada do Ministério ou se o caso foi apenas de vandalismo.

A Polícia Federal realizou perícia ontem de manhã, e os investigadores analisaram imagens das câmeras de segurança e buscaram digitais nas duas salas, onde estão documentos sobre seguro-desemprego e Carteira de Trabalho.

O Ministério, vale lembrar, já é alvo de uma outra operação da Polícia Federal que investiga supostas irregularidades na concessão dos chamados registros sindicais. Segundo a PF, os registros só eram emitidos mediante pagamento de propina.

Ainda segundo a investigação, o Ministério era loteado entre o PTB, que comanda a pasta desde 2016, e o Solidariedade.

Por conta das irregularidades, o então ministro Helton Yomura foi afastado do cargo e por isso, acabou pedindo demissão do cargo. O novo ministro, Caio Vieira de Melo, já determinou a suspensão de todas as análises de registros sindicais e sinalizou que pretende rever todos s contratos e licitações e substituir indicações políticas na pasta.

*Informações da repórter Luciana Verdolin