PF cumpre mandados em operação contra o tráfico de pessoas e trabalho escravo em SP

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2018 06h32
EBCAs vítimas serão resgatadas, as empresas fiscalizadas e os estrangeiros receberão assistência e orientação sobre como regularizar sua situação migratória

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (16) a operação Eleutheria, contra o tráfico de pessoas e o trabalho escravo na capital e Grande São Paulo. A ação foi realizada em conjunto com o Ministério Público do Trabalho e a UNODC, braço da ONU para o combate ao tráfico de pessoas.

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos, sendo dois na zona leste de São Paulo e três em São Bernardo do Campo. A investigação começou após denúncias de condições degradantes de trabalho em empresas na Grande São Paulo.

Esta fase da ação tem foco em colher provas em três inquéritos policiais que apuram fatos independentes entre si. No primeiro inquérito, um dos grupos criminosos aliciava e transportava brasileiros do interior do Ceará para trabalhar em São Bernardo do Campo. Os trabalhadores ficavam endividados e eram mantidos em alojamentos e condições degradantes. O trabalho era voltado para venda ambulante de laticínios.

As demais investigações apontam que as empresas, apesar de independentes entre si, atuavam no ramo de costura e agiam da mesma maneira.

Há indícios de que aliciavam estrangeiros em albergues da cidade com a promessa de trabalho formal e regular. No entanto, os estrangeiros eram obrigados a assinar contratos nos quais estavam previstos diversos gastos junto ao empregador, como habitação, aluguel, vestuário e refeições, com valores desproporcionais, deixando-os endividados.

Os trabalhadores também tinham a saída do local restrita e as jornadas de trabalho variavam de 14 a 18 horas.

As vítimas serão resgatadas, as empresas fiscalizadas e os estrangeiros receberão assistência e orientação sobre como regularizar sua situação migratória.

*Informações do repórter Fernando Martins