PF deflagra operação contra fraudes em institutos de previdências municipais

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2017 07h29 - Atualizado em 07/07/2017 11h12
Um dos endereços visitados pela Polícia Federal nesta quinta-feira (06) foi o da Corretora Gradual, na Zona Sul de São Paulo

Polícia Federal deflagra operação contra esquema de fraudes em previdências municipais de pelo menos oito cidades de três Estados brasileiros.

Segundo a corporação, as prefeituras contratavam uma corretora para administrar os recursos previdenciários dos servidores.

A empresa, por sua vez, usava o dinheiro dos fundos para adquirir títulos de empresas fantasmas do setor de tecnologia.

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão expedidos pela Sexta Vara Criminal Federal de São Paulo.

O delegado Victor Hugo Rodrigues Alves estimou que o prejuízo pode chegar a centenas de milhões de reais: “as investigações mostram que as corretoras responsáveis pela estruturação dos fundos de investimento, criação de empresas de fachada e emissão de títulos podres que eram adquiridos por esses fundos. A gente estima que esse prejuízo possa atingir centenas de milhões de reais”.

O delegado explicou que as fraudes seriam notadas apenas no momento que os servidores se aposentassem e recebessem valores menores que o esperado.

Um dos endereços visitados pela Polícia Federal nesta quinta-feira (06) foi o da Corretora Gradual, na Zona Sul de São Paulo.

Em nota, ela informou que prestou todos os esclarecimentos à equipe de investigadores e se colocou à disposição das autoridades para elucidação dos fatos.

A Gradual disse ainda que a operação foi resultado de falsas acusações e ações de denuncismo.

*Informações do repórter Anderson Costa