PIB cresce 0,2% no 2º trimestre; ex-presidente do BC fala em ritmo lento por conta de eleição

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2018 09h30
Reprodução/Youtube Reprodução/Youtube O ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni afirmou que o crescimento de 0,2% do PIB “era esperado”, mas que a economia segue em marcha lenta

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 0,2% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2017. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (31) pelo IBGE.

A previsão do mercado era de 0,1% a 0,3%. Esta foi a sexta alta trimestral seguida. Entre os destaques, o setor de serviços com alta de 0,3%; já a agropecuária apresentou estabilidade e a indústria teve nova queda de 0,6%.

No setor externo, as exportações apresentaram queda de 5,5%, e as importações também apresentaram queda de 2,2%.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni afirmou que o crescimento de 0,2% do PIB “era esperado”, mas que a economia segue em marcha lenta.

“A economia se recupera, mas em ritmo frustrante e lento por uma série de variáveis ocasionais, como a greve de caminhoneiros em maio, mas há também a contaminação de novo patamar de incerteza causado pelo processo eleitoral”, disse.

Sobre a taxa de investimento em relação ao PIB, a taxa ficou em 16%. Segundo Langoni, esta é uma fotografia do momento, apesar de estar mais alta que o registrado no período anterior (15,3%). “Na Ásia, os emergentes têm taxa superior a 30%”, exemplificou. “O grande desafio é elevar essa taxa e fazer com que cresça de forma contínua associada a ganhos de produtividade”, finalizou.

Confira a entrevista completa com o ex-presidente do BC Carlos Langoni: