PM e estudante ficam feridos em tiroteio na zona leste de SP; um criminoso foi morto

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2018 05h59
ReproduçãoO caso foi registrado no 24º Distrito Policial, da Ponte Rasa, e vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa

Policial militar e estudante são feridos em tiroteio que também teve um bandido morto e outro preso na região de Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo. A perseguição promovida por PMs da ROCAM a dois suspeitos que ocupavam uma motocicleta ocorreu no início da noite desta terça-feira (06).

Armados, os criminosos, sendo um de 21 anos e outro de 18, invadiram um mercadinho na Rua 21 de Setembro e renderam a dona do estabelecimento. Os ladrões recolheram pacotes de cigarros e, antes de fugir, um deles chegou a disparar contra a mulher, mas o tiro não a acertou. Assim que a dupla partiu, a comerciante pediu ajuda aos policiais da ROCAM que faziam patrulhamento na área e que foram atrás dos bandidos.

Localizados, os assaltantes iniciaram a fuga pelas ruas do bairro, enquanto o garupa atirava contra os militares. Um dos disparos atingiu o capacete de um PM, que perdeu o controle da moto e caiu na via.

Outros policiais prosseguiram na perseguição e conseguiram cercar e parar os ladrões. Um deles se entregou; já o outro ainda invadiu uma residência, na tentativa de se esconder.

O morador e sua filha conseguiram deixar o imóvel, mas a mulher dele acabou rendida e feita refém pelo criminoso. Mesmo assim, os PMs entraram na casa e trocaram tiros com o bandido, que acabou baleado e morto.

Um dos policiais também foi baleado no braço e abdômen, mas o colete conteve o segundo projétil.

Durante o tiroteio, um adolescente, de 14 anos, que voltava da escola naquele momento, foi atingido em uma das pernas por uma bala perdida. Ainda não se sabe de qual arma o projétil partiu.

A refém foi libertada ilesa, e o tiro que derrubou o policial da moto não chegou a feri-lo.

O estudante e o PM baleados foram atendidos no pronto-socorro de Ermelino Matarazzo e estão fora de perigo.

O caso foi registrado no 24º Distrito Policial, da Ponte Rasa, e vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore