PM e ex-bombeiro são presos por suspeita de integrar grupo de extermínio na Baixada Fluminense

A Polícia cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão nesta quarta (24)

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2019 05h57
DivulgaçãoA Polícia também apreendeu drogas, armas, munições, objetos pessoais, celulares, rádios transmissores, drones, joias, relógios e mais

Um policial militar e ex-bombeiro que integravam milícia na Baixada Fluminense foram presos durante operação policial nesta quarta-feira (24). O ex-sargento do Corpo de Bombeiros Gilson da Silva e o cabo da ativa da PM Luiz Fernando Rodrigues dos Santos são acusados de integrarem grupo de extermínio ligado a uma milícia que atua em Duque de Caxias.

Um outro integrante do mesmo grupo identificado como Marcio Luiz dos Santos foi preso pela Polícia.

Ao todo, os agentes da Polícia Civil foram às ruas para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra esta milícia que atua, inclusive, no assassinato de pessoas em crimes encomendados. Além dos mandados, a Polícia também apreendeu drogas, armas, munições, objetos pessoais, celulares, rádios transmissores, drones, joias, relógios e mais.

Segundo as investigações, o ex-sargento do Corpo de Bombeiros era o líder desta milícia que também atuava como grupo de extermínio. Com ele, a Polícia apreendeu documento falso da corporação e carteira de identificação que o qualificava como agente de segurança da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

*Informações do repórter Rodrigo Viga