PM paulista inicia testes para a aquisição de 40 mil pistolas

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2019 07h04 - Atualizado em 19/09/2019 10h31
Edson Lopes Jr./ Divulgação Governo do EstadoA aquisição de novo arsenal indica a modernização das forças públicas para melhorar a atuação de oficiais no combate ao crime

Os testes para a aquisição de 40 mil pistolas semiautomáticas estão sendo realizados na Academia de Polícia Militar do Barro Branco. A licitação prevê o pagamento de R$ 891 por arma, num investimento total de R$ 35,6 milhões.

O processo integra a AC/225/D14, uma norma internacional da OTAN para segurança no emprego policial. Os ensaios buscam selecionar armas mais seguras, confiáveis e duráveis. Após a aprovação e assinatura do contrato, a fabricante terá 90 dias para entregar 8 mil unidades à Polícia Militar, e o total adquirido em até 8 meses após homologação.

A Secretaria da Segurança Pública pretende realizar 11 licitações internacionais para compra de armamentos. Trezentos fuzis calibre 556; mil fuzis calibre 7.62; 10 metralhadoras leves; mil submetralhadoras e 4 mil coletes de proteção balística estão previstos.

A aquisição de novo arsenal indica a modernização das forças públicas para melhorar a atuação de oficiais no combate ao crime. Apenas em 2019, até o mês de julho, mais de 7 mil armas de fogo haviam sido apreendidas e retiradas de circulação da cidade.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos