PM reage a suposta tentativa de assalto em SP e mata jovem; moradores criticam ação

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2019 06h42
PixabayDe acordo com a versão de moradores e da mãe do jovem que morreu, o PM se precipitou

Um policial militar à paisana reagiu a uma suposta tentativa de assalto e matou um rapaz na zona oeste de São Paulo, mas populares dizem que houve precipitação por parte do PM.

O caso ocorreu no final da noite desta quinta-feira (28) na altura do número 10 da Rua São Roque, proximidades da Estrada de Ligação, no Conjunto Residencial Sol Nascente, região do Parque Anhanguera.

De acordo com a Polícia Militar, um policial do 49º Batalhão estava em trajes civis, em um Chevrolet Cobalt cinza, chegando em casa, quando foi abordado por dois bandidos que estavam a pé.
 O militar resolveu reagir a uma suposta tentativa de assalto, sacou a pistola que carregava consigo e efetuou disparos, atingindo um dos suspeitos; o outro conseguiu fugir,
 sem ferimentos.

O rapaz baleado ainda foi socorrido pelo SAMU e levado ao Pronto-Socorro Municipal de Perus, mas não resistiu aos ferimentos.

Já de acordo com a versão de moradores e da mãe do jovem que morreu, o PM se precipitou. William Novaes Panzarini, de 26 anos, estaria com mais três amigos, conversando na porta de casa, quando o policial militar chegou de carro.

O militar teria se assustado com a movimentação no local e, supondo que seria assaltado, sacou a pistola e efetuou os disparos, atingindo o jovem no tórax.
 Os demais correram quando perceberam que o amigo havia sido atingido.

William trabalhava como encarregado em uma unidade do Supermercado Dia e não tinha antecedentes criminais, de acordo com a mãe, a dona de casa Ivaneide Santos Novaes.

O caso foi comunicado ao delegado plantonista no 33º Distrito Policial de Pirituba e registrado como 
“morte decorrente de oposição à intervenção policial” no DHPP, que vai investigar a ação do policial.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore