‘Podemos perdoar, mas não esquecer’, diz Bolsonaro sobre Holocausto

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2019 08h43
Marcos Corrêa/PR"“Fui, mais uma vez, no Museu do Holocausto. Nós podemos perdoar, mas não podemos esquecer. É minha essa frase", disse o presidente

O presidente Jair Bolsonaro voltou a trazer fatos históricos ao centro de polêmicas. Em evento com mais de 100 pastores evangélicos brasileiros e do exterior nesta quinta-feira (11), ele falou sobre o Holocausto.

Em breve discurso, o presidente da República relembrou sua viagem a Israel e os feitos alcançados no país. Ele destacou ainda sua viagem ao Museu do Holocausto e deu sua declaração sobre o caso, que arrancou aplausos dos presentes, mas gerou polêmica nas redes sociais.

“Fui, mais uma vez, no Museu do Holocausto. Nós podemos perdoar, mas não podemos esquecer. É minha essa frase. Quem esquece seu passado está condenado a não ter futuro”, disse na ocasião.

Nas redes sociais, usuários reagiram à afirmação do presidente. Enquanto uns criticavam a posição do presidente, outros defendiam que o “perdão” é a “lei do cristão”.