Polêmica sobre o aborto voltará ao debate na volta dos trabalhos na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2018 06h06
ReproduçãoDuas propostas tratam da ampliação da licença-maternidade para mães de bebês prematuros

A Câmara dos Deputados vai tratar de assuntos polêmicos na volta do recesso. Duas propostas tratam da ampliação da licença-maternidade para mães de bebês prematuros.

As mulheres poderão ter uma extensão da licença no período em que a criança estiver internada. Mas a Comissão que analisa a proposta ainda precisa votar dois destaques apresentados pelo relator, o deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM).

As mudanças podem endurecer ainda mais as leis sobre o aborto no Brasil.

Para o relator, as modificações estão em sintonia com acordos internacionais: “a partir do momento que o óvulo é fecundado você já tem uma vida e isso deve ser respeitado”.

Para a deputada Érica Kokay (PT), as modificações ao texto original da licença-maternidade podem retirar direitos conquistados pela bancada feminina: “é inadmissível que obriguemos as mulheres vítimas de estupro a manter a gravidez do estupro”.

Na última semana antes do recesso parlamentar, foi apresentado ao plenário um requerimento para que o debate sobre o assunto seja estendido por 20 sessões ordinárias da Câmara.

*Informações do repórter Arthur Scotti