Polícia Civil prende mulher que praticava ‘boa noite, Cinderela’ em SP

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2019 08h04
Agência BrasilA vítima, que foi deixada desacordada em um ponto de ônibus da Avenida Paulista, é da Bahia e trabalha em São Paulo

A Polícia Civil do Estado de São Paulo prendeu uma mulher e cumpriu oito mandados de busca e apreensão após mais uma ocorrência registrada, na região da Vila Olímpia. O golpe não é novo, mas ainda faz muitas vítimas: o conhecido “Boa noite, Cinderela”.

Natália Fernandes é acusada de adicionar droga em bebida alcoólica para entorpecer um homem e depois subtrair dinheiro da sua conta bancária. As imagens de uma câmera de segurança mostram os dois na fila de pagamento de uma casa noturna e ela com o copo na mão – mas sem nunca beber.

Ao passar o copo para o homem, que ingere a bebida várias vezes, ele logo aparenta sinais de falta de consciência e começa a balançar. Ela usa um celular, que já pode ser da vítima e, na sequência, ambos saem da casa noturna e ela o puxa pela calçada.

A mulher é acusada de aplicar um golpe financeiro de R$ 31 mil reais e usar seis contas para espalhar o dinheiro. A Polícia acredita que, no pagamento da conta, ela obtém a senha do seu acompanhante para depois acessar sua conta bancária.

A vítima, que foi deixada desacordada em um ponto de ônibus da Avenida Paulista, é da Bahia e trabalha em São Paulo. O delegado titular da Primeira Seccional, Roberto Monteiro, acredita numa ação organizada.

“Nós estamos investigando uma associação criminosa, que são mulher e homens que se unem para praticar e ficar nos bastidores para recebimento e encaminhamento da parte financeira dos golpes.”

A Operação Morfeu envolveu 50 agentes da Polícia Civil na capital.

A Polícia reforça os cuidados básicos para evitar o golpe, que somente nesse ano, na seccional do centro, já há 24 casos registrados. Porém, muitas vítimas não procuram a delegacia para não se expor.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos