Polícia do DF prende mulher que usava Tinder para aplicar golpes em mais de 100 vítimas

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2018 06h37
ReproduçãoDe acordo com o delegado Ataliba Neto, a suspeita usava o aplicativo de relacionamento para aplicar golpes em vários Estados

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu uma mulher conhecida como “Loba do Tinder”. Patricia Coutinho Pereira, de 29 anos, é investigada desde maio de 2017 pelos crimes de estelionato, difamação e extorsão.

De acordo com o delegado Ataliba Neto, a suspeita usava o aplicativo de relacionamento para aplicar golpes em vários Estados e, ultimamente, aplicava golpes no interior de São Paulo.

Segundo a polícia, Patrícia fez mais de 100 vítimas, uma delas prestou queixa reclamando de um prejuízo de R$ 50 mil. O delegado afirmou que a mulher pedia empréstimos depois de se envolver sexualmente com as vítimas.

Para conseguir o dinheiro, ela usava a desculpa de que um parente havia falecido e que, por isso, precisava ir ao velório. Ainda de acordo com a investigação, a “loba do Tinder” se apresentava como advogada e até mesmo empresária do ramo de cosméticos.

Patricia Coutinho era procurada desde maio desse ano e foi condenada a dois anos e oito meses de prisão por comunicação falsa de crime.

*Informações do repórter Victor Moraes