Polícia investiga causa da morte de jovem encontrada no litoral norte de SP

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2018 07h26 - Atualizado em 11/01/2018 07h28
Reprodução/Facebook Gabrielly Teixeira de Oliveira Santos morava em São Vicente, mas foi passar o ano novo em Riviera de São Lourenço com o namorado

A Polícia Civil de Bertioga não descarta nenhuma hipótese sobre a morte de uma jovem de 20 anos que foi encontrada morta por turistas num condomínio de luxo, no litoral norte de São Paulo.

Gabrielly Teixeira de Oliveira Santos morava em São Vicente, mas foi passar o ano novo em Riviera de São Lourenço com o namorado.

No sábado à noite, um grupo de pessoas que caminhavam por uma avenida encontraram a Gabrielly já sem vida, pendurada numa árvore.

À princípio a morte foi registrada como suicídio, mas os policias que atenderam a ocorrência fizeram anotações no boletim de ocorrência. Eles escreveram que a garota tinha um ferimento em um dos lados do crânio, que o nó da corda estava embaixo do queixo e não atrás da nuca, como é comum nesses casos, e que os pés dela estavam encostados no chão.

Mesmo analisando as evidências, o delegado Sérgio Nassur revelou que informações preliminares do exame de necropsia indicam que a jovem deve ter tirado a própria vida: “o corpo dela à princípio não apresenta outras lesões senão aquelas especificas da asfixia por enforcamento. Tudo isso nos faz crer, indica, que deve ter mesmo ocorrido situação de suicídio”.

Pessoas ouvidas pelo delegado contaram que a moça já tinha tentado se ferir outras vezes.

O namorado foi ouvido na tarde desta quarta-feira (10), e o delegado Sérgio Nassur descartou que ele seja suspeito: “o namorado, diferentemente do que anda circulando nas redes sociais, não é suspeito de absolutamente nada”.

A polícia continua levantando os dados para descobrir efetivamente o que aconteceu.

O laudo completo do Instituto Médico Legal deve sair ainda nesta quinta-feira.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto