Polícia prende estelionatário acusado de aplicar golpe em motoristas de aplicativo em SP

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2017 05h57
O golpe aplicado por Jânderson funcionava nos moldes das pirâmides de arrecadação

Policiais do Deic prendem homem acusado de aplicar golpes em motoristas de transporte por aplicativos em São Paulo. Jânderson Beker foi detido na tarde desta terça-feira (26) por agentes da Delegacia de Investigações Sobre Roubo a Banco.

De acordo com o delegado Fábio Pinheiro Lopes, da Quinta Delegacia do Patrimônio, responsável pelas apurações, o golpe aplicado por Jânderson funcionava nos moldes das pirâmides de arrecadação.

Alegando ser integrante de uma autarquia ligada à Prefeitura da Capital e ao Governo do Estado, ele atraía vítimas com promessas de ganhos mensais de até R$ 6 mil.

O golpista dizia estar montando a estrutura de locomoção de funcionários utilizando esse tipo de profissional. Jânderson se intitulava “secretário de Novos Negócios” e promovia reuniões com candidatos às vagas.

O prometido rendimento de R$ 6 mil seria para quem se transformasse em líder e, para isso, seria necessário formar um grupo de motoristas, cujo salário seria de R$ 4 mil. O lucro dele vinha na hora de registrar os interessados, que deveriam custear confecção de cadastro, crachá, emissão de documentação e teste de admissão com uma taxa de R$ 280.

Segundo as investigações, Jânderson já havia criado três grandes grupos com entre 120 e 180 motoristas cada.

O golpista foi detido em um bar da Rua Visconde de Parnaíba, na região do Belenzinho, quando reunia novos interessados em fazer parte dessa “frente de trabalho”. No momento da prisão, uma vítima se preparava para pagar a ele a chamada taxa de cadastro.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore