Polícia prende golpistas que usavam documentos falsos em compras pela internet em SP

  • Por Jovem Pan
  • 01/11/2017 06h13 - Atualizado em 01/11/2017 11h32
ReproduçãoA dupla foi detida pela PM no final da tarde desta terça-feira (31) depois de comparecer a uma loja da rede de hipermercados Extra para retirar um notebook

Casal de estelionatários acusado de usar documentos falsos em compras pela internet é preso após perseguição na Zona Norte de São Paulo. A dupla foi detida pela Polícia Militar no final da tarde desta terça-feira (31) depois de comparecer a uma loja da rede de hipermercados Extra para retirar um notebook.

Os golpistas faziam compras pela Internet e, depois, retiravam as mercadorias nas lojas físicas apresentando documentos falsos. Nesta terça, eles compareceram ao Extra da Rua Curuçá, na Vila Maria, para pegar um notebook comprado on-line. Mas a gerente da loja suspeitou ao notar que a impressão digital na carteira de identidade apresentada por um deles estava soltando tinta.

A funcionária acionou a PM e, quando os policiais chegaram ao local, o casal entrou rapidamente em um Volkswagen Golf preto e fugiu. A dupla foi perseguida pela Marginal do Tietê e interceptada alguns quilômetros adiante.

No veículo, os PMs encontraram cartões de crédito, talões de cheques, uma pequena quantia em dinheiro, documentos falsos e o notebook. Segundo a Polícia Militar, os estelionatários já haviam aplicado o golpe em outra loja da rede, na Avenida Conceição, na Vila Medeiros, mas as mercadorias compradas tinham sido entregues a uma terceira pessoa, que continua foragida.

Anita Fernandes e Luiz Alberto, que já tinham passagens por estelionato e furto, foram encaminhados ao 31º Distrito Policial, da Vila Carrão, e autuados em flagrante por estelionato e uso de documento falso.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore