Polícia prende quadrilha e liberta refém preso em porta-malas na zona sul de SP

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2017 05h59 - Atualizado em 27/07/2017 11h17
Reprodução/FacebookOs suspeitos - um deles adolescente, de 17 anos, - foram levados para o 101º Distrito Policial, do Jardim das Imbuias

Polícia prende quadrilha e liberta motorista refém em sequestro-relâmpago na Zona Sul de São Paulo. A vítima – um autônomo, de 45 anos – viveu momentos de pânico na noite desta quarta-feira (26) nas mãos de quatro criminosos. Ele foi rendido quando saía de casa, em Interlagos, em seu veículo, um Toyota Corolla, verde.

Quatro suspeitos surgiram a pé, entre eles uma mulher, exibiram uma pistola e exigiram os pertences do motorista. Após entregar a carteira, com documentos, cartões bancários e de crédito, além de relógio e celular, ele foi colocado no porta-malas do próprio carro.

Em seguida, os bandidos seguiram à procura de caixas-eletrônicos para fazer saques e hipermercados onde efetuar compras com os cartões do refém. Mas a abordagem foi testemunhada por um parente que estava na janela da residência e que ligou rapidamente para a PM pelo número 190.

O Copom repassou os dados do veículo às equipes em patrulhamento na região, e ele foi localizado antes mesmo que os criminosos realizassem qualquer operação.

PMs da ROCAM, Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas, perceberam que o motorista acelerou com a aproximação das motos e passaram a persegui-lo.

A fuga terminou alguns quilômetros adiante, na Avenida Senador Teotônio Vilela, em Cidade Dutra, onde o veículo foi interceptado. Na revista, os policiais encontraram a arma usada no assalto, na realidade um simulacro de pistola, e libertaram a vítima, que saiu bastante assustada do porta-malas.

Os suspeitos – um deles adolescente, de 17 anos, – foram levados para o 101º Distrito Policial, do Jardim das Imbuias, onde os três maiores de idade foram autuados em flagrante por roubo com retenção de vítima, corrupção de menor e associação criminosa. Já o menor, após sindicado, foi encaminhado à Fundação CASA.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore