Políticos usam redes sociais para dar razão às críticas de Mano Brown ao PT

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2018 06h55
Ellan Lustosa/Estadão ConteúdoNo evento, Mano Brown afirmou que “o pessoal [do PT] falhou e agora vai pagar o preço"

As críticas de Mano Brown ao PT feitas, nesta terça-feira (23), em um comício de Fernando Haddad no Rio de Janeiro, continuam repercutindo.

Nas redes sociais, políticos e artistas se posicionaram sobre a fala do rapper. O presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, compartilhou o vídeo do líder dos Racionais MC’s e afirmou que concorda com as declarações.

Haddad também deu razão às críticas e disse que pretende “voltar para a base pra governar o Brasil”.

O ex-deputado Roberto Jefferson afirmou que a “cada evento do PT surge um novo Cid Gomes. Agora foi a vez do Mano Brown, que disse mais um tanto de verdades na cara dos petistas”.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, usou as redes sociais para concordar com o rapper: “não estamos pra clima de festa. Nosso povo tá sofrendo com o desemprego, com baixa renda, com as contas pra pagar”.

O comício contava com a presença de Manuela D’Ávila, candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, Guilherme Boulos, do PSOL, outros políticos e artistas como Chico Buarque e Caetano Veloso.

No evento, Mano Brown afirmou que “o pessoal [do PT] falhou e agora vai pagar o preço. Porque a comunicação é alma, e se não está falando a língua do povo vai perder mesmo”.

O rapper também afirmou que estava sendo realista nas suas declarações. Em meio a vaias, ele ainda disse que “o que mata a gente é a cegueira e o fanatismo. Deixou de entender o povão, já era”, afirmou o rapper.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Afonso Marangoni