Por aprovação de MP da reforma administrativa, Governo pode ceder à pressão de deputados

Há um trabalho de chantagem em curso

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2019 06h25
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilOs deputados querem tirar do Ministério da Justiça o Coaf e voltar a Funai à pasta

O Congresso tem agenda própria e ameaça projetos do presidente Jair Bolsonaro. Não é apenas a reforma da Previdência.

A medida provisória da reforma administrativa está em risco. É ela que reduziu o número de ministérios de 29 para 22. A lei está em vigor, mas apara se tornar definitiva deve ser aprovada até a semana que vem, o que é impossível.

Há um trabalho de chantagem em curso. Os deputados querem tirar do Ministério da Justiça o Coaf. É por onde as investigações de crime organizado passam. O ministro Sergio Moro, por sua vez, considera fundamental que o órgão fique na sua pasta, mas o presidente Jair Bolsonaro já admite uma mudança.

Outro ponto em debate é a Funai. Os deputados querem o órgão de volta ao Ministério da Justiça.

No embalo das negociações, grupos se animam para recriar órgãos e movimentar interesses na máquina pública. Sem base forte no Congresso, o Governo fica exposto a esse tipo de pressão parlamentar.

*Informações do repórter José Maria Trindade