Portugal e Espanha reafirmam apoio a Temer no comércio de carne brasileira na Europa

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2018 06h30
EFE/Jerome FavreOs dois reafirmaram o interesse em vencer as resistências. Os países europeus resistem a qualquer tipo de abertura de seus mercados para os produtos externos, principalmente agrícolas

Em meio à operação federal que investiga novas irregularidades sanitárias na carne brasileira e o temor de que as denúncias dificultem ainda mais as negociações do Mercosul com a União Europeia em torno de um acordo de livre comércio, o presidente Michel Temer recebeu nesta segunda-feira (05) de manhã telefonemas do primeiro-ministro de Portugal, Antônio Costa, e do presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy.

Os dois reafirmaram o interesse em vencer as resistências. Os países europeus resistem a qualquer tipo de abertura de seus mercados para os produtos externos, principalmente agrícolas.

Existe um temor também dos setores produtivos brasileiros, que veem a alta carga tributária no país como um problema para a competitividade.

Segundo avaliações do Governo, o acordo envolveria 90% do comércio entre os dois blocos.

Nova rodada de negociações em fevereiro em Assunção, no Paraguai, terminou sem acordo. O que na verdade não é novidade. A questão está sendo discutida desde 1999. As negociações foram suspensas entre 2004 e 2010 e retomadas mais efetivamente em 2016.

 *Informações da repórter Luciana Verdolin