Possibilidade de prévia virtual para definir candidato em São Paulo divide PT

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 09h10
Alice Vergueiro/Estadão ConteúdoO diretório municipal petista justifica que, em razão da pandemia, os filiados não poderão participar -- apenas os delegados da legenda

O Partido dos Trabalhadores define neste sábado (16) seu pré-candidato à Prefeitura de São Paulo. O diretório municipal petista justifica que, em razão da pandemia, os filiados não poderão participar — apenas os delegados da legenda.

Isso é algo que divide o PT já na largada das eleições 2020. Em debate no Blog do Fernando Morais, 6 dos 7 inscritos na disputa se posicionaram.

Unânime, apenas a proposta da Renda Básica do vereador Eduardo Suplicy. “Porque de Mao Tsé-Tung essa história? Porque eu decidi que tenho duas montanhas a mover também. Uma delas é instituir a Renda Básica de cidadania o mais célere possível.”

O ex-vereador Nabil Bonduki critica o modelo. “É por isso que hoje não se quis fazer a prévia. O candidato mais forte nesse tipo é o Jilmar Tatto, mas isso não representa a base do PT.”

O deputado federal Paulo Teixeira defende a ampla escolha. “Retira do povo da periferia a possibilidade de participar das prévias. O povo da periferia quer mas não pode. E agora nós vamos dizer para eles que eles não vão participar porque não sabem mexer na internet. É uma ofensa.”

O deputado Carlos Zaratini ressalta o erro petista. “Toda campanha do Bolsonaro foi baseada na comunicação pela internet e nós no sistema analógico. Agora que poderíamos ter dado passo tecnológico e democrático, optaram por manter um sistema restrito.”

O deputado Alexandre Padilha considera ignorar a realidade da periferia. “Eu diria que o PT está perdendo uma grande oportunidade nesse momento. Vamos lembrar que as prévias foram canceladas em 16 de março. Ninguém precisa de banda larga para votar.”

Isolado, o ex-deputado Jilmar Tatto rebateu as críticas com um discurso técnico. “Não é um problema de discurso político, de falar ‘você e contra ou a favor’. A autoridade sanitária que vai dizer. Eu sou favorável.”

A votação envolverá 613 delegados e delegadas do PT. Além de Suplicy, Bonduki, Teixeira, Zaratini, Padilha e Tatto, a líder comunitária Kika Silva também está escrita na prévia.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos