Práticas de compliance evoluíram nos últimos anos, aponta estudo

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2018 07h14 - Atualizado em 10/12/2018 09h40
PixabayEm 2012, apenas 24% das empresas brasileiras adotavam 15 das 30 medidas de compliance. Hoje, esse número é de 46% e deve chegar a 65%, em 2020

O impacto das investigações da Operação Lava Jato e leis de combate à corrupção incentivaram empresas a adotar práticas de compliance e de integridade corporativa.

Uma pesquisa realizada pela ICC Brasil e a Deloitte, divulgada nesta segunda-feira (10), mostra que em 2012, apenas 24% das empresas brasileiras adotavam 15 das 30 medidas de compliance. Hoje, esse número é de 46% e deve chegar a 65%, em 2020.

Para o sócio-líder da Deloitte, Alex Borges, o estudo inédito revela um avanço da adoção de práticas e medidas que evitam fraudes e corrupção dentro das empresas. Ele destacou que entre as medidas mais adotadas estão os canais anônimos de denúncia, diversos instrumentos de controle financeiro e condução de investigações internas.

Já o diretor executivo da ICC Brasil, Gabriel Petrus, explicou quais são os próximos desafios em relação às políticas de integridade.

De acordo com a pesquisa os principais motivadores de mudança de postura das empresas são o risco de imagem e a sustentabilidade do negócio.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro