Prazo para empresas aéreas comprovarem redução no preço das passagens termina na sexta

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2017 07h09 - Atualizado em 02/10/2017 11h51
Tânia Rêgo/Agência BrasilOs passageiros começaram a pagar, além do bilhete, para despachar as malas também

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas tem até essa semana para comprovar que os preços das passagens de avião caíram até 30% depois que os passageiros começaram a pagar, além do bilhete, para despachar as malas também.

Foi exatamente isso que o presidente da ABEAR, a associação que representa as companhias, Eduardo Sanoviz, disse na semana retrasada durante uma entrevista coletiva à imprensa: “o que nós fizemos foi pedir informação para empresas que já praticam a nova regra de bagagens e eles nos mandaram um número de rotas e qual era o preço no passado e qual é nesse ano. E a gente demonstra quedas de 7% a 30%”.

Os passageiros que usam avião, senadores, e o Secretário Nacional do Consumidor acham difícil que em tão pouco tempo tenha caído tudo isso do preço.

O próprio secretário nacional do Consumidor, Arthur Rollo, abriu uma investigação na semana passada para apurar esses dados que mostram a redução e que são fornecidos pelas próprias empresas que vendem as passagens: “a própria ABEAR, em audiência na qual participou no Senado, disse que ao longo de 12 anos o preço dos bilhetes aéreos caiu 47%, por isso não dá ´para acreditar que em dois meses tenha caído 30%”.

O assunto tem sido debatido, inclusive, no Senado Federal. Mas foi depois do questionamento feito pela reportagem da Rádio Jovem Pan que a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor instaurou a investigação, como disse o próprio secretário Arthur Rollo: “na verdade eu tive conhecimento dessa coletiva da ABEAR através do questionamento da reportagem da Jovem Pan e a partir daí comecei a me questionar se o índice de queda de preços era possível ou não”.

O prazo para as empresas aéreas comprovarem os dados divulgados termina na sexta-feira (06).

*Informações do repórter Caio Rocha