PRB anuncia apoio à pré-campanha de Doria ao governo de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2018 09h19 - Atualizado em 31/05/2018 09h22
Reprodução-FacebookCelso Russomanno (PRB) abriu mão da disputa ao Governo de São Paulo para apoiar João Doria (PSDB)

Há pouco mais de 4 meses das eleições, o Partido Republicano Brasileiro (PRB) confirmou apoio à pré-candidatura de João Doria ao governo de São Paulo. Durante evento no diretório Estadual da sigla, na última quarta-feira (30), estiveram o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o deputado federal Marcos Pereira (PRB), e o deputado Celso Russomanno (PRB), que abriu mão da disputa ao Governo do Estado justamente para apoiar Doria na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes.

O deputado Marcos Pereira, que está licenciado da presidência do PRB, falou sobre uma uma possível coligação também no âmbito nacional. O deputado foi enfático ao descartar essa possibilidade. “Essa aliança com o Doria e com o PSDB de São Paulo não remonta uma aliança na presidência da República. O PRB tem candidato e esse nome é Flávio Rocha”, destacou Pereira.

Ao defender João Doria e o pré-candidato do PRB à Presidência, Flávio Rocha, Pereira destacou que os dois empresários têm vocação para a política. Doria, porém, assumiu um tom mais apaziguador, destacando o objetivo de convergência da candidatura.

Durante o evento, o tucano mostrou cordialidade ao ex-governador Geraldo Alckmin. “O Geraldo Alckmin continua sendo nosso candidato à presidência da República. Essa é uma aliança do bem e essas pessoas estarão juntas para defender o Brasil”, declarou Doria.

O ex-prefeito afirmou que tanto Geraldo Alckmin quanto Flávio Rocha representam a alternativa às extremas direita e esquerda, que foram denominadas por ele como Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT). Kassab, que está licenciado da presidência do PSD, também falou sobre o quadro nacional e disse que o partido caminha para uma aliança com o Geraldo Alckmin. “Existe uma consulta com as lideranças do partido. Estou licenciado, mas sigo coordenando essas consultas. Meu sentimento é que caminha para uma aliança com o ex-governador Geraldo Alckmin”, revelou Kassab.

Com o PRB, PTC e o PSD, de Gilberto Kassab, a pré-candidatura de João Doria avança na formação da coligação. Já o adversário do tucano e governador de São Paulo, Márcio França (PSB), tem o apoio de 14 siglas. França disse que tentou receber apoio do deputado Celso Russomanno. “Tentei, tentei conversar com ele, mas não dá para querer tudo. A gente tem 15% e ele tem 2%. Então, boa disputa”, afirmou o governador.

Para tentar ampliar a coligação, o PSDB de João Doria ainda busca o apoio do DEM e do Partido Progressista. As negociações, porém, ainda estão no âmbito da conversa.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles